terça-feira, 15 de junho de 2010

É sempre o mesmo...

Não importa quantas vezes mais eu experimente essa dor, minha cabeça nunca gira menos, minha perna nunca bambeia menos e meus ouvidos nunca zunem menos de perplexidade.
é sempre, e sempre a mesma coisa...

3 comentários:

Letícia Escobar*-* disse...

Achei inteiresante teu blog,bjs e sucesso menina!

KGeo disse...

e os comentários são sempre os mesmos!!!

blogattao disse...

é...sempre a mesma coisa :d

gostei da frase